Intranet e extranet: qual a diferença e como elas podem ajudar sua empresa?

A Guerra Fria não foi apenas um momento de grande tensão na História. Se não fosse por ela, quase toda a tecnologia contemporânea não existiria. Por exemplo, uma das primeiras redes de computadores, a ARPANet, foi criada ainda em 1969 pelo Departamento de Defesa dos EUA. Já nos anos 80, era ela que daria origem ao que chamamos hoje de internet.

Entretanto, esse conceito de uma grande rede de aparelhos que usam o mesmo protocolo para se comunicar se expandiu nos últimos anos, dando origem a novas tecnologias. Duas delas ficaram conhecidas por sua alta aplicabilidade empresarial: a intranet e extranet.

Por mais que seus nomes possam causar certa confusão, suas ideias e seus objetivos dentro de um negócio são bem distintos. Vamos conhecer melhor suas definições, diferenças e saber como elas podem ajudar a sua empresa.

Entendendo os modelos

Em poucas palavras, a intranet poderia ser definida como uma “internet exclusiva à empresa”; ou seja, é uma rede na qual participam apenas os computadores do próprio local de trabalho, usando os protocolos e tecnologias da internet para se comunicarem. Cada colaborador tem a sua autenticação pessoal de acesso ao sistema e consegue ver apenas os dados que o administrador permite a ele.

Já a extranet é uma expansão da intranet, ou melhor, um “híbrido de intranet e internet”. Seu conceito reside na possibilidade de pessoas acessarem remotamente todo o conteúdo disponível dentro da intranet. Nesse caso, a preocupação com autenticação de usuários e restrição de acesso é ainda maior.

Comparando intranet e extranet

Já dissemos que esses dois conceitos são bem diferentes: agora é hora de entender em que reside essa desigualdade. Enquanto a intranet mantém o acesso aos seus arquivos restritos aos colaboradores de uma empresas, podendo ser acessada via rede LAN (sigla de Rede de Acesso Local, em inglês) instalada fisicamente na empresa — e, portanto, só pode ser acessada por computadores que estejam naquele espaço — ou por meio de portais em SharePoint que permitem o acesso remoto, mas autenticam os usuários no sistema antes de permitirem que vejam os conteúdos armazenados, a extranet pode ser acessada por qualquer pessoa que seja autorizada pelo administrador da rede e que possua um login e senha.

Conhecendo os benefícios

Ambos os modelos de rede têm grandes benefícios para qualquer tipo de negócio, incluindo alguns em comum. Por conectarem várias pessoas de um mesmo grupo, eles permitem uma comunicação instantânea e melhoram o compartilhamento de dados entre as pessoas que fazem parte ou relacionam-se com a empresa.

Considerando apenas o contexto da intranet, ela é uma verdadeira aliada da colaboração entre os funcionários. Alguns sistemas, como o Yammer conjunto ao SharePoint, até criam uma “rede social corporativa” para melhorar essa interação. Ela ainda pode conter vários outros sistemas que auxiliam no dia a dia da empresa, dentre os quais podemos citar ferramentas para gestão de projetos, um serviço privado de e-mails e suporte a videoconferências.

Já a extranet pode ser muito útil em vários outros cenários. Ela pode ser aberta a parceiros de negócio, fornecedores ou franqueados, por exemplo, para melhorar a comunicação e acelerar certos trâmites entre ambas as partes. Ao mesmo tempo, também pode ser vantajosa na interação com o cliente, aprimorando a relação dele com a empresa — sistemas de internet banking e portais para acesso de contas telefônicas são utilizações bem conhecidas desse modelo.

Intranet e extranet, mesmo que distintas, são conceitos muito úteis para o TI de qualquer negócio!

%d blogueiros gostam disto: