Alinhamento de projetos à estratégia amplia resultado

A capacidade de gerenciar projetos e alinhá-los com a estratégia de negócios é um dos mais importantes trunfos para as corporações alcançarem uma maior performance no mercado, segundo estudo realizado pelo PMI Global – Project Management Institute. As empresas de alta performance arriscam 14 vezes menos do que as de baixa performance – algo em torno de R$ 20 milhões contra R$ 280 milhões, que correm o risco de se perder por conta de projetos mal gerenciados. São iniciativas que podem ser desde o desenvolvimento de um software até a construção de um estádio de futebol ou a realização de uma campanha de marketing.

O levantamento revela uma série de outras características importantes que diferenciam as empresas mais eficientes das demais. São elas, a maior capacidade de entenderem plenamente o valor do gerenciamento de projeto, ter executivos ativamente engajados e possuir alta maturidade no gerenciamento de programas e do seu portfólio.

Além disso, cerca de 83% das organizações consideradas de alta performance se disseram mais rigorosas em gerenciar riscos, frente a 49% das empresas consideradas de baixa performance. Outro dado observado foi o aumento do uso de práticas ágeis e interativas de gestão de projetos em 38% das organizações de alta performance frente a 8% nas de baixa.

O presidente do PMI-RS, Thiago Regal, comenta que alguns números apresentados na pesquisa são preocupantes, como o fato de muitas empresas montarem o seu planejamento, mas esquecerem de fazer o link disso com os projetos que vão realizar. Um dos resultados disso é que apenas 64% dos projetos costuma atingir os seus objetivos. “Cerca de 1/3 dos projetos realizados nas empresas são fracassados por não atingirem o custo ou não serem realizados no tempo planejado”, observa. Segundo ele, as corporações participam de um mercado altamente competitivo e precisam ser mais assertivas nos investimentos que fazem, nos produtos lançados e nas suas iniciativas de marketing. “Existe um conjunto de práticas que garantem que a estratégia terá o resultado adequado. Isso é a diferença entre organizações de alta e baixa performance”, acrescenta.

Ao longo dos anos, a pesquisa realizada pelo PMI mostra ainda que, quando organizações investem em desenvolvimento e treinamento de profissionais de gerenciamento de projetos, alcançam uma performance superior, executam iniciativas estratégicas com maior sucesso e aumentam sua performance. Os players que alcançam uma maior efetividade das suas ações, por exemplo, focam significativamente na gestão de talento, estabelecendo metas de treinamento. Isso acontece em 80% das empresas consideradas de alta performance contra 51% nas de baixa performance

De acordo com o presidente do PMI-RS, Thiago Regal, a área de Tecnologia da Informação (TI) é a que mais se destaca quando o assunto é a maturidade em gestão de projetos. “Quase 70% das empresas de tecnologia reportam uso de boas práticas, o que é fundamental em um setor tão competitivo. O gerenciamento de projetos é algo complexo, mas fundamental”, diz.

 

Fonte: Jornal do Comércio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: