Como a negligência com o RH pode destruir seu budget!

3d man and gold coins

Eu sei que você é um gerente de projetos muito ocupado e que não dá tempo de ficar verificando tudo que acontece, especialmente no que se refere à gestão das pessoas. Mesmo assim vou te dar alguns poucos motivos para fechar seu lindo cronograma e dar um pulo no RH.

 

* Em 2008 participei de um projeto no nordeste do Brasil para o qual trouxemos centenas de expatriados, e o departamento de RH da matriz tomou a decisão de não ter o “custo” de um plano de saúde local para os estrangeiros com visto de assistência técnica – o assunto nem passou pelo gerente de projetos. Resultado? Um filipino adoeceu e passou quase 70 dias numa UTI em Fortaleza. A conta? R$480.000. Estão tentando obter reembolso da seguradora internacional, mas isso demora e não é garantido. Adivinha qual budget foi impactado?

* Existe uma coisa na legislação brasileira chamada “responsabilidade subsidiária”. O departamento jurídico sabe o que é, mas não vai fiscalizar isso pra você. Se você gerencia um projeto que tem empresas subcontratadas, tenha ABOSLUTA CERTEZA de que estas empresas estão honrando suas obrigações trabalhistas. Presenciei uma situação em que uma subcontratada simplesmente quebrou (após ficar 6 meses sem pagar devidamente cerca de 120 empregados) e foi acionada na justiça. Como estava quebrada, a subcontratada não pôde pagar a conta – embora a empresa contratante a estivesse pagando rigorosamente em dia. Adivinhem! O juiz mandou a contratante honrar os custos que a subcontratada não honrou. A conta foi maior do que 4 milhões, os advogados ainda trabalham no caso e eu não faço ideia de para onde mandaram o gerente do projeto.

* Quem já trabalhou com obras de grande porte sabe o desespero que é manter-se dentro do cronograma. Mas não se iluda. Existe algo chamado CLT no Brasil, que se não for levado em conta pode derrubar seu projeto. Já vi muitos gerentes de campo darem uma banana pra pobre menina do RH que fica “enchendo o saco” e colocar as equipes para trabalhar mais de 10 horas por dia. Mesmo que você pague as horas extras, abre precedente para passivo trabalhista. Não deixe que isso aconteça, por quê quando te interromperem no meio de uma reunião com o sindicato na porta da obra e 50 pessoas gritando e praguejando, você vai o que é um cronograma atrasado. Pense nisso antes de mandar o pessoal do RH ficar quieto porque você tem “um projeto para entregar”.

Gerir pessoas em projetos não é um assunto ligado somente à motivação e trabalho em equipe. Uma adequada gestão de RH vai necessariamente impedir que você tenha em seu budget rombos absurdos pelos quais jamais esperava.

Entendo que muitas vezes você vai ter uma pessoa coordenando estes aspectos práticos do RH e cuidando deste tipo de proteção – às vezes é o RH corporativo. Mas não se iluda, ninguém vai fazer isso sem apoio. Gerencia de linha não costuma respeitar RH. Eles querem acabar o trabalho deles – o que é compreensível – e não vão se submeter ao que pensam ser “frescura” de quem não conhece a realidade.

Patrocine seu gestor de RH, apoie-o quanto aos procedimentos de segurança trabalhista, e não o entrega às cobras e aos leões, porque lá na frente a situação pode estourar, e aí é você quem não vai gostar da “realidade” que vai conhecer.

Até mais.

 

Fonte: Stakeholder News

2 comentários em “Como a negligência com o RH pode destruir seu budget!

  1. É muito certa a experiência que apresenta e qualquer gerente sabe o que custa o sofrimento quando o seu projeto sai do orçamento.
    No passado, cá em Portugal, se desativaram grandes indústrias metalúrgicas que eram subsidiárias de empresas multinacionais, altura de grande actividade dos sindicatos e dos juristas – estes com ganhos significativos, sem os correspondentes benefícios para os gerentes destas indústrias – onde os problemas relatados mais se sentiram.
    Eu subscrevo a solução que aponta, apenas realsaba uma experiência bem sucedida nessa tal época, onde um gerente teve a idéia de contratar um serviço assistência médica para a fábrica em que, pela natureza do trabalho, a carga de mão de obra era composta por um número significativo de mulheres. Este gerente, além dos cuidados primários médicos, medicamentosos e ambulatórios, instituiu consultas de rotina alargadas aos filhos das operarias.
    O resultado final obtido foi a redução drásticas de horas não trabalhadas, por razões relacionadas com a saúde, ao ponto que os benefícios econômicos foram de tal ordem que deu para pagar os custos do serviço e reduziu os encargos com juristas e processos judiciais.
    Não podemos esquecer,ainda, o grau de satisfação, motivação e fidelização sentido por todos os trabalhadores.

    Curtir

    • Olá Ricardo, agradecemos o comentário muito relevante deste case apresentado.

      É notório que a gestão dos recursos humanos de um projeto e de uma organização vai muito além das atividades planejadas do projeto.
      Obter e manter pessoas qualificadas é um desavio, aliado a grande batalha que é causar um engajamento nestas pessoas. Vamos além, existe ainda outro desafio que é criar uma sinergia entre as equipes, ou seja, juntos os envolvidos produzirem mais do que produziriam individualmente.

      Todos estes pontos são somente algumas fases ou passos para gerenciar bem os envolvidos de um projeto, mas fatores pessoais, de reconhecimento, do ego, familiares, etc. são influência permanente.

      Não é atoa que a nova área da gestão de projetos segundo o PMBoK é a gestão das partes interessadas. Mais um reflexo de que a necessidades de lidar com as pessoas está até acima de metodologias, ferramentas, etc.

      Grande abraço e comente sempre nossos posts para gerarmos discussões relevantes.

      Kadu Anastácio
      kadu@projectmanager.com.br

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: